Plano Diretor estimulará imóvel com menos garagens em SP – Estado de S. Paulo

Novidade para as construtoras com as novas regras estabelecidas pelo Plano Diretor de São Paulo. As diretrizes foram feitas com o intuito de estimular a construção de prédios com menos garagens na capital paulista.

De acordo com reportagem publicada no Estado de São Paulo, assinada por Adriana Ferraz e Bárbara Ferreira Santos, as regras valem para prédios no entorno de eixos de transporte, como linhas de metrô e corredores de ônibus.

Somente a primeira vaga não será considerada parte da área útil. O morador até poderá ter vaga extra, mas esta fará parte da metragem total. Sendo assim, apartamentos com mais de uma vaga ficarão mais caros ou mais compactos. O mercado calcula que uma vaga extra poderá até quase dobrar de preço em alguns bairros. Vagas extras negociadas a R$ 80 mil podem chegar até a R$ 150 mil, após a sanção do plano, seguindo estimativas do mercado.

A reportagem traz ainda um levantamento com dados da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), o qual indica que 45,4 mil vagas foram criadas nos lançamentos de janeiro de 2013 a janeiro de 2014. Em média, cada unidade construída até janeiro tinha 1,35 vaga de garagem.

A gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) tem adotado medidas que visam ampliar o uso do transporte público e, por consequência, melhorar a mobilidade urbana. Diretrizes semelhantes já foram adotadas em cidades como Paris, Londres e Nova York. Quer saber mais sobre as mudanças acarretadas pelo Plano Diretor? Confira a reportagem na íntegra!