210 mil pessoas trocam casa por prédio em 5 anos e 1/3 de SP vive em condomínio

Levantamento feito pela Lello – empresa de administração de condomínios – sobre o comportamento do mercado imobiliário mostra que, no período de cinco anos, cerca de 210 mil residentes em São Paulo preferiram trocar a casa pelo apartamento. Tendo em vista o processo de verticalização constante da cidade, nos últimos cinco anos mil novos prédios foram construídos.

O estudo foi divulgado em matéria publicada no jornal Estado de São Paulo, assinada por Edison Veiga e Fábio Rossini. Entre as justificativas para a preferência pelos prédios, alguns citam os benefícios quanto às questões de segurança e outros a praticidade do apartamento, que dispensa do morador cuidados como limpeza de piscina ou quintal.

Além disso, os 21 mil condomínios residenciais da capital paulista  – levando em consideração somente aqueles com pelo menos 3 andares e orçamento superior a R$ 24 mil – empregam cerca de 6 mil pessoas e movimentam por volta de R$ 13,2 bilhões por ano, valor acima do orçamento anual de cidades como Curitiba e Porto Alegre.

Geograficamente, a zona sul é que concentra a maior parte dos edifícios residenciais, com 47,3% do total. Em seguida aparece a zona Oeste, com 33,4% dos prédios e depois zona Leste (11,5%) e zona Norte (7,8%).

De acordo com os especialistas ouvidos pela reportagem, o processo de verticalização deve acentuar-se ainda mais, tendo em vista que ainda há muita demanda na capital. Vale a pena conferir a reportagem na íntegra para saber mais detalhes sobre o estudo.

E você? Pensa em trocar sua casa pelo conforto e praticidade de um apartamento? Então acesse o site da Esser e conheça diversos empreendimentos em diferentes regiões de São Paulo.